Notícias

Cinco Escolas participam do PROJETO NTV


TRILHA DOS VALORES -Vale leva o tema, Segurança ferroviária para sala de aula


FONTE:https://www.capixabao.com/leitura/128905/cariacica/vale-leva-o-tema-seguranca-ferroviaria-para-sala-de-aula/
A Vale promove mais uma edição do Na Trilha dos Valores, projeto que irá contemplar, até o final do ano, cerca de 1.500 alunos de cinco escolas públicas distribuídas nos bairros Retiro Saudoso e Porto de Santana, em Cariacica, e Carapina Grande, Central Carapina e São Geraldo, no município de Serra. A proposta da inciativa é levar orientações importantes para crianças, adolescentes e adultos sobre como conviver de forma segura e harmônica com a linha férrea e, assim, sensibilizá-los quanto aos cuidados necessários quando se está próximo à ferrovia, principalmente durante a circulação dos trens. Desde quando foi lançado, em 2014, o projeto alcançou aproximadamente 7 mil pessoas, entre alunos e professores de oito escolas de Serra e Cariacica, municípios da Grande Vitória por onde a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) passa. 

"Cada escola é contemplada pelo projeto por um período de três anos, obedecendo a três etapas distintas: aplicação, manutenção e autonomia. Na primeira, a equipe técnica do projeto apresenta conceitos sobre segurança ferroviária e realiza, junto com a escola, uma série de atividades envolvendo o tema. Já na fase de manutenção, essa mesma equipe estimula e apoia a escola a construir um projeto que contemple segurança ferroviária, cidadania e meio ambiente. A terceira etapa, por sua vez, é uma espécie de "adeus" por parte da empresa, onde a escola se torna protagonista das ações e passa a desenvolver o Na Trilha dos Valores sem o acompanhamento da equipe técnica", explica o gerente de Relações com Comunidade da Vale no Espírito Santo Daniel Rocha.

Até o final do ano, cerca de 1.500 alunos de 5 escolas municipais de Cariacica e Serra devem participar da iniciativa
Em Serra, atualmente as atividades do Na Trilha dos Valores são realizadas com alunos das escolas públicas de ensino fundamental Lacy Zuleica Nunes, Jones José do Nascimento e Maria Magdalena Pisa, localizadas em Carapina Grande, Central Carapina e São Geraldo, respectivamente. Já em Cariacica, participam das atividades do projeto os alunos matriculados nas escolas General Tibúrcio, de Porto de Santana, e Antônio Coutinho, de Retiro Saudoso. Vizinhos da linha férrea, moradores dessas localidades convivem diariamente com os trens, o que torna ainda mais importante o trabalho educativo e de sensibilização sobre segurança ferroviária nessas comunidades. 

O projeto tem como foco principal trabalhar o conhecimento e o envolvimento da comunidade escolar em questões relacionadas à segurança ferroviária por meio de uma metodologia lúdica, que envolve dinâmicas como contação de histórias, jogos sobre a ferrovia e visitas guiadas ao Museu Vale, entre outras ações. O objetivo é, a partir do diálogo e da sensibilização, procurar reduzir o número de ocorrências ferroviárias nesses locais, que podem envolver desde o descarte de lixo de forma incorreta a apedrejamentos e circulação de pessoas sobre ou próximo à ferrovia.

Entre as atividades do projeto estão viagens de trem da Estação Pedro Nolasco até a área industrial da Vale, em Jardim Camburi
Viagem de trem 

E, por conta da proximidade das escolas com a rotina da ferrovia, uma das ações que fazem parte do Na Trilha dos Valores são os passeios de trem, atividade que consiste em embarcar alunos e professores para um passeio que parte da estação Pedro Nolasco, em Jardim América, com destino à área operacional da Vale, em Jardim Camburi, via Trem de Passageiros. "Essa foi uma alternativa pensada pela empresa tanto para apresentar um pouco da rotina operacional da Vitória a Minas para os alunos e docentes, quanto para oferecer, às crianças principalmente, a oportunidade de participar de um passeio diferente e conhecer o trem de perto, uma vez que muitos deles nunca embarcaram no Trem de Passageiros, apesar de morarem nas proximidades da ferrovia", explica Daniel Rocha. As "mini-viagens" serão realizadas nos dias 19, 24 e 26 de outubro e cerca de 200 alunos dos 2º e 5º anos irão participar em cada saída. "Dessa forma, todos os alunos terão a oportunidade de participar do passeio", ressalta. 

Além das ações direcionadas aos alunos, o Na Trilha dos Valores contempla também a capacitação de 150 professores, que receberão treinamento para trabalhar o tema em questão em sala de aula. "Com o crescimento dos centros urbanos, tem-se percebido uma convivência cada vez mais próxima de algumas comunidades com os trilhos do trem. E, como vizinhos dessas pessoas, temos a responsabilidade de sensibilizá-las sobre os riscos de não se ter atitudes seguras nas proximidades da ferrovia. Também é nosso papel orientá-las sobre os hábitos necessários para uma convivência harmônica com a linha férrea", declara Rocha.

O Na Trilha dos Valores prevê ainda a realização de oficinas de arte-educação, atividade na qual os estudantes irão produzir textos, desenhos e fotos sobre histórias e experiências positivas da comunidade sobre a ferrovia. Como resultado, todo o material produzido nessas ocasiões é posteriormente exposto nas escolas e no Parque Botânico Vale.

Como parte do projeto, alunos e professores recebem orientações sobre segurança ferroviária
Sobre a Estrada de Ferro Vitória a Minas 

Considerada a ferrovia mais produtiva do Brasil e uma das mais modernas do mundo graças aos investimentos em tecnologia e recursos humanos, a Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) tem 905 quilômetros de extensão e transporta cerca de 40% de toda carga ferroviária do país. Por ela circulam pelo menos 60 tipos de produtos, como minério de ferro, aço, soja, carvão, calcário, entre outros. 

Com o passar dos anos, as operações da EFVM foram modernizadas para aumentar a eficiência tanto operacional quanto energética, a capacidade, a produtividade e a segurança, essa última trabalhada pela Vale por meio de ações de conscientização realizadas junto às comunidades situadas ao longo da ferrovia durante todo o ano. 

Blitzen educativas em passagens em nível (locais onde há cruzamento entre a ferrovia e as estradas), divulgação de dicas de segurança em rádios e jornais, visitas de autoescolas às áreas da Vale e jogos educativos nas comunidades fazem parte das atividades. Além disso, empregados da mineradora que atuam na operação ferroviária realizam palestras mensais em escolas de ensino fundamental e médio situadas ao longo do trecho com o objetivo de conscientizar crianças, adolescentes e adultos sobre a importância da convivência segura e harmônica com a ferrovia. 

Trem de Passageiros 

Além de operar no transporte de cargas, pela EFVM passa o único Trem de Passageiros do Brasil que percorre longas distâncias diariamente. Durante o percurso, o passageiro tem à disposição belas paisagens, história, comodidade e segurança. Em 2014, toda a frota de passageiros da Vitória a Minas foi renovada, colocando carros mais modernos e confortáveis à disposição das pessoas que utilizam o transporte ferroviário diariamente. 

A frota atual é composta por 56 novos carros, sendo 10 executivos e 30 econômicos, além de vagões-restaurante, lanchonete, gerador e cadeirante (destinado a pessoas com dificuldade de locomoção). Cada carro executivo tem capacidade para transportar 57 pessoas. Já nos econômicos contam com 75 lugares. Em ambas as classes os carros são climatizados e disponibilizam tomadas elétricas aos passageiros para possibilitar o carregamento de equipamentos eletrônicos, como notebooks e telefones celulares. 

Mais modernos, os banheiros receberam novo layout e tecnologias voltadas a priorizar o uso sustentável dos recursos naturais, como a substituição do papel toalha por ar quente para a secagem das mãos. O sistema de descarga é a vácuo, semelhante ao utilizado na indústria da aviação, o que reduz o consumo de água. Os novos carros também são equipados com monitores de vídeo para oferecer uma opção de entretenimento aos passageiros durante a viagem. Além disso, toda a composição conta com detector de fumaça, aumentando a segurança dos usuários. 

Os carros da classe executiva contam com sistema de som e iluminação individualizados para dar mais conforto e comodidade aos viajantes. Outro diferencial são as poltronas, mais largas. As novidades contemplam também os carros-restaurante e cadeirante. O primeiro possui 72 lugares, o que representa um acréscimo de 56% em relação às composições que operam atualmente. 

Segurança e conforto 

A composição atual conta também com um novo sistema de abertura e fechamento das portas externas, bem como as localizadas entre um carro e outro, que é automático. A travessia entre os carros também mereceu melhorias e ficou ainda mais segura e confortável. Isso porque a conexão entre os vagões passou a ser vedada por um sistema de plástico emborrachado. 

Os novos carros de passageiros apresentam ainda displays externos e internos, que exibem informações gerais sobre a viagem. Dados como destino e trajeto do trem, número dos carros, estações e paradas de embarque e de desembarque, entre outros, são algumas das orientações voltadas a facilitar ainda mais a viagem. 

Vagão Cultural 

Para ampliar as opções de lazer e entretenimento para os usuários do Trem de Passageiros, em abril de 2016 a Vale colocou em operação o Vagão Cultural, um carro de passageiros que foi totalmente reformulado e adaptado para funcionar como espaço dedicado à realização de atividades culturais, ambientais e relacionadas à saúde, entre outras, durante a viagem. A ideia é que o Vagão Cultural seja acoplado ao Trem de Passageiros da EFVM em ocasiões específicas e datas comemorativas e que funcione como mais um atrativo para os passageiros que utilizam o transporte ferroviário diariamente. 

Iniciativas como apresentações musicais e teatrais no estilo "pocket" voltadas a valorizar a arte e a cultura e a proporcionar a interação dos passageiros que estiverem embarcados, oficinas de educação ambiental, campanhas de segurança ferroviária e ações relacionadas à saúde - como o Outubro Rosa, o Novembro Azul e campanha de combate ao fumo, entre outros - são algumas das atrações que devem ganhar os trilhos da Vitória a Minas a bordo do Vagão Cultural. 

Recentemente, a empresa também disponibilizou internet wi-fi e conteúdo de entretenimento off-line gratuitos a bordo dos carros de passageiros para oferecer ainda mais conforto e diversão para as pessoas que utilizam o transporte ferroviário. Ao abrir o ambiente virtual, o usuário acessa um espaço personalizado e amigável, com filmes e shows de sua preferência, sem a necessidade de conexão, nem de instalação de softwares adicionais ou aplicativos. 

Cada passageiro tem a liberdade de acessar o conteúdo que quiser, direto do seu aparelho. Isso o possibilita de retroceder ou avançar uma mídia, sem interferir na programação dos demais. O servidor instalado tem compatibilidade com os principais sistemas operacionais como IOS, Android e Windows, encontrados em diferentes dispositivos como celulares, tablets e notebooks. Mas, em alguns pontos ao longo da ferrovia, a regularidade do serviço dependerá da disponibilidade de sinal das operadoras de telefonia móvel. 

O sistema inclui um modem de alta sensibilidade e alcance, com antena externa e filtro para falsos sinais. Como o veículo geralmente está em movimento, a troca de torres é constante, mas isso é feito de forma rápida e imperceptível, garantindo internet com qualidade de cobertura 3G e 4G ao longo do trecho. 
Publicado: 10/04/2018



Parceiros

  • TERCEIRO SETOR CONECTADO
  • ELKEM  - EMPRESA
  • CONCASE
  • Big all - psicologia (CONSULTORIA)
  • Rede Internacional dos Contadores de HIstórias
  • Rede de Atenção da Criança e do Adolescente de Serra
  • VALE
  • MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DE BRASÍLIA

Rua Italina Pereira Motta nº 440 - sala 104
Plaza Shopping, Jardim Camburi, Vitória/ES
CEP: 29090-370

Tel 1 : 27 9.9824 0198 - Vivo
Tel 2 : 27 9.8810 6462 - Oi
Tel 3 : 27 3026 2523 - Fixo

Nos adicione no whatsapp

Mapa do site:

Subir